Confesso que Vivi

Preço normal
€5,00
Preço promocional
€5,00
Preço normal
Esgotado
Preço unitário
por 
Frete calculado no checkout.

Autor: Pablo Neruda

Editora: Diário de Notícias

Ano de Edição: 2003

Nº de Páginas: 381

Idioma: Português

Estado: 

data-mce-fragment=

Livro de Bolso: Não

Sinopse: «Estas memórias ou recordações são intermitentes e por vezes fugidias na memória, porque a vida é precisamente assim. É a intermitência do sono que nos permite aguentar os dias de trabalho. Muitas das minhas recordações desvaneceram-se ao evocá-las, ficaram em pó como um vidro irremediavelmente ferido.
As memórias do memorialista não são as memórias do poeta. Aquele viveu talvez menos, mas fotografou muito mais, recreando-nos com a perfeição dos pormenores. Este entrega-nos uma galeria de fantasmas sacudidos pelo fogo e pela sombra da sua época.
Não vivi, talvez, em mim mesmo; vivi, talvez, a vida dos outros. De quanto nestas páginas deixei escrito se desprenderão sempre — como nos arvoredos de Outono, como no tempo das vindimas — as folhas amarelas que vão morrer e as uvas que reviverão no vinho sagrado.
A minha vida é uma vida feita de todas as vidas - as vidas do poeta.»